terça-feira, 9 de setembro de 2008

Varejo de Luxo amplia suas operações no Brasil

"Quem responderá pela operação comercial da marca [Marc Jacobs] no país será Natalie Klein – filha do dono das Casas Bahia, Michael Klein. Além disso, ela inaugura, neste mês, espaços das grifes Stella McCartney e Missoni em sua loja, a NK Store. Sem medo de se arriscar, mesmo sabendo que os produtos vendidos aqui custam quase o dobro, em razão das altas taxas de importação. "Hoje nosso maior concorrente é o avião", diz. É aí que, para contrabalançar, entra em ação outra especialidade brasileira: a cultura de oferecer serviços e mimos, como salas vips, copeiras, manobristas e vendedoras dispostas a ouvir problemas afetivos. O jeito brasileiro de fazer negócios se torna insuperável também por outra razão: a possibilidade de parcelamento das compras. Mesmo quem pode pagar à vista prefere dividir, o que as lojas fazem prontamente"

Mais aqui, nesta reportagem da Veja.

O resultado é o mesmo, não importa a classe social: se tem mais gente com dinheiro no bolso, a capilarização de uma operação de vendas é inevitável. O segredo é escolher bem o PDV, para não perder vendas depois (este post aqui também aborda o tema de capilarização de PDVs). O segredo, como sempre, é escolher a melhor localização - e esse trabalho vale ouro...

Nenhum comentário: