terça-feira, 2 de setembro de 2008

Localização de PDVs

"No início dos anos 90, a BENETTON decidiu ocupar a ilha de MANHATTAN. E o fez de forma açodada e inconseqüente. Em 3 quarteirões da 5ª avenida, existiam 5 lojas. Deu no que deu. Hoje não existe nenhuma e nunca mais a empresa conseguiu recuperar seu prestígio nos EUA. Claro, em boa parte devido às brincadeiras de mau gosto da dupla LUCIANO BENETTON e OLIVIERO TOSCANI.

O mesmo acaba de acontecer com a STARBUCKS. Empresa de capital aberto, fez promessas de crescimento acelerado a seus investidores e aos analistas dos fundos carregados de suas ações. Em determinado momento chegou a “jurar” que mais que dobraria o número de suas lojas nos EUA. Saltando de 7.000 para 15.000 em poucos anos. Deu no que deu. O chamado “geomarketing” foi para o espaço, e qualquer espaço ou imóvel servia. Servia?"

Leia mais aqui, neste artigo do Madia no blog do Marcelo Cherto.

Tive um grande chefe que me ensinou uma grande verdade: no varejo, existem três coisas importantíssimas - a primeira é a localização do ponto, a segunda é a localização do ponto, a terceira é a localização do ponto.

É por isso que empresas varejistas bem sucedidas não tem pressa na hora de escolher a localização dos seus PDVs - para se ter idéia da importância do ponto comercial, na sua estratégia de entrada na Grande São Paulo, a fundadora do Magazine Luiza visitou pessoalmente todos os pontos pré-escolhidos para aprovar a seleção final. Na Casas Bahia, a palavra final é dada pelo Diretor Presidente para a abertura de qualquer ponto de venda.

Resumindo: escolha bem o seu ponto de venda!!

Nenhum comentário: