quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Parceria gera aumento de vendas

"Construíram uma casa dentro da Casas Bahia, mais precisamente na loja localizada na praça Ramos de Azevedo, no centro da cidade de São Paulo. O local abrigou durante décadas o Mappin, a mais tradicional loja de departamentos da cidade. Hoje é ocupado pelos móveis, eletrodomésticos e cartazes coloridos com o pequeno sertanejo da Casas Bahia. Mas quem subir até o terceiro andar da loja encontrará um apartamento inteiramente montado, com quartos, cozinha, sala e até janelas e varanda. A primeira pergunta que vem ao desavisado visitante é: A Casas Bahia virou imobiliária? A resposta: não. O apartamento, de 50 metros quadrados, pertence à Construtora Tenda, braço do grupo Gafisa voltado para clientes de baixo e médio poder aquisitivo. Coube à Casas Bahia mobiliar todo o imóvel, com itens oferecidos em suas lojas."




Já tinha abordado este assunto aqui no blog neste post. Todo vendedor sabe que qualquer ajuda pra vender é bem vinda. Uma boa parceria sempre estimula as vendas e aumenta as possibilidades de ganho. Pessoalmente acredito que as parcerias vão ser uma das principais formas de aceleração das vendas no século XXI, em especial pelo perfil colaborativo que as mídias digitais possuem.


Mas como é bem colocado na matéria os parceiros precisam de complementariedade para que seus negócios possam realmente evoluir. O Jony Lan também fez uma análise interessante no blog Mkt Mais

2 comentários:

Gabriel Galvão disse...

Muito bom!

Parcerias em vendas sempre causam impacto e novidade diante dos olhos dos consumidores. Principalmente quando os dois parceiros se encaixam perfeitamente, esse tipo de casamento tende ao sucesso. Pelo que vejo a Tenda está investindo pesado em divulgação e quer estar na mente de todos os brasileiros em breve.

Abraços e parabéns pelo blog!

Emerson Oliveira disse...

Gabriel, com certeza a Tenda está com uma postura bem agressiva no mercado. Obrigado pelos elogios!!! Em breve teremos novidades aqui no blog e eu te aviso, ok? Abraços Emerson